Sabinópolis-Juiz determina afastamento de José Rubem, vice acusado de mandar matar o prefeito

juiz Joaquim da Silva Filho determinou o afastamento do vice-prefeito de Davinópolis, José Rubem Firmo (PCdoB), que é acusado de ser o mandante do assassinato do prefeito e companheiro de chapa Ivanildo Paiva, em novembro de 2018.

Segundo a polícia, o vice-prefeito teria cometido o crime para tomar o poder devido a promessas não cumpridas, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa, além de Ivanildo não ter entregue a ele o controle político da Secretaria de Educação do município. Esses acordos teriam sido feitos a época da campanha, quando ambos buscavam a reeleição.

Ivanildo Paiva (PRB), prefeito de Davinopólis, foi morto em novembro de 2018 — Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Davinopólis

Ivanildo Paiva (PRB), prefeito de Davinopólis, foi morto em novembro de 2018 — Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Davinopólis

Após o crime, José Rubem foi preso, mas recebeu liberdade provisória no dia 04 de março e tentava assumir o cargo de prefeito de Davinópolis, na região sudoeste do Maranhão.

Dias após a liberdade do vice-prefeito, a Câmara de Vereadores de Davinópolis se reuniu em caráter de urgência e decidiu pelo afastamento de José Rubem da prefeitura.

Maioria dos vereadores da Câmara de Vereadores de Davinópolis decidiu afastar José Rubem da prefeitura — Foto: Divulgação

Maioria dos vereadores da Câmara de Vereadores de Davinópolis decidiu afastar José Rubem da prefeitura — Foto: Divulgação

G1MA

Sobre Blog do Pinheiro

Veja Também

PF faz buscas em Pinheiro contra desvio de recursos da Covid-19

àA Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira 2, operação que tem como alvo a ...

Policiais Militares são afastados após abordagem truculenta em Rosário

Um vídeo que circula nas redes sociais, mostra uma abordagem truculenta de uma guarnição da ...

Preso homem que estuprou mulher em Olinda Nova do Maranhão

Na manhã da última quarta-feira (25), a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão temporária contra ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *